Circuito das Águas Paulista planeja ações para transição que visa a retomada do turismo seguro

Circuito das Águas Paulista planeja ações para transição que visa a retomada do turismo seguro
Enquanto as nove cidades que formam o Consórcio Circuito das Águas Paulista se preparam dentro das diretrizes de transição para a retomada do turismo, o CICAP complementa ações de divulgação em larga escala

A pandemia da Covid-19 que acometeu o mundo inteiro, impactou diversos setores, principalmente o turismo. Na região do Circuito das Águas Paulista não foi diferente. Essencialmente turísticas, as nove cidades que compõem o consórcio estão tendo que se adaptar à realidade do novo normal, com todos os protocolos de higiene e seguindo as normas do turismo seguro. 

Diante disso, o CICAP - Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento do Pólo Turístico do Circuito das Águas Paulista, vem desenvolvendo ações de unificação e de diretrizes de apoio para todos os municípios que fazem parte do núcleo. 

Entre as ações, está o desenvolvimento de vídeos institucionais para todas as cidades, distribuição de releases de divulgação em veículos de mídia falando sobre o Circuito através de uma assessoria de imprensa, sem contar as estratégias de comunicação assertiva, com o desenvolvimento de um novo website e movimentação nas principais redes sociais. 

No quesito das campanhas, o CICAP também vem promovendo encontros com prefeitos, secretários de turismo, representantes de entidades e empreendedores do segmento turístico para salientar a importância de alguns passos para a retomada. 

Um desses passos é o constante trabalho informativo acerca da obrigatoriedade do CADASTUR por todos os empreendimentos turísticos das nove cidades, além da implantação do Selo Turismo Seguro, que tem como objetivo assegurar que os empreendimentos cumpram todos os protocolos sanitários para a proteção de turistas e trabalhadores do setor contra a covid-19. Esses protocolos são específicos para diversos segmentos turísticos e sua adesão é rápida e gratuita. 

Todo esse trabalho visa a transição, retomada e ascensão rápida do turismo da região, que está localizada estrategicamente próximo aos principais aeroportos e rodovias do Estado de São Paulo, o que vai favorecer a procura por turistas de diversos perfis de renda e faixas etárias que buscam diversão, tranquilidade e proximidade com as belezas naturais, além da estrutura hoteleira, assim que a pandemia amenizar. 

Com redução no número de internações e queda na ocupação de leitos, Estado avança para liberação gradual e segura de serviços não essenciais

 O Governo do Estado anunciou na última sexta-feira a atualização do Plano São Paulo, com início da fase de transição para todo Estado até o dia 2 de maio. Nas últimas semanas, os indicadores da saúde apresentaram uma redução progressiva, com queda nas internações e diminuição da ocupação hospitalar, o que permitiu o avanço para retomada gradativa e consciente das atividades não essenciais. 

 As medidas mais rígidas de restrição da fase vermelha, o avanço na vacinação e a expansão de leitos hospitalares resultaram em decréscimo de 1,4% ao dia em novas internações e de 0,8% ao dia em UTIs para pacientes moderados e graves com coronavírus.

 A fase de transição teve início no domingo, 18/04 e está dividida em dois períodos. Na primeira semana, de 18 a 23 de abril, a flexibilização acontece para o setor do comércio, incluindo lojas de shopping, com funcionamento permitido das 11h às 19h. Nesse período, também será permitida a realização de cerimônias e cultos religiosos com restrições, desde que seguidos rigorosamente todos os protocolos de higiene e distanciamento social.

No período de 24 a 30 de abril, além dos estabelecimentos comerciais, poderão voltar a funcionar as atividades ligadas ao setor de serviços como restaurantes e similares (lanchonetes, casas de sucos, bares com função de restaurante) com distanciamento entre as mesas, salões de beleza e barbearias, atividades culturais, parques, clubes e academias. O horário de funcionamento será das 11h às 19h, com exceção das academias, que poderão abrir das 7h às 11h e das 15h às 19h.

A fim de evitar aglomerações, a capacidade de ocupação permitida nos estabelecimentos na fase de transição será de 25%. O toque de recolher continua em vigência em todo o Estado, das 20h às 5h, assim como a orientação para o teletrabalho para as atividades administrativas não essenciais e escalonamento de horário na entrada e saída das atividades do comércio, serviços e indústrias. A próxima atualização do Plano SP acontecerá a partir do dia 1 de maio.

O resumo com as medidas anunciadas pelo Governo do Estado está disponível na página https://issuu.com/governosp/docs/.

O Consórcio - O Consórcio Intermunicipal para o desenvolvimento do Pólo Turístico do Circuito das Águas Paulista é uma consociação formada pelas cidades de Águas de Lindóia, Amparo, Holambra, Jaguariúna, Lindóia, Monte Alegre do Sul, Pedreira, Serra Negra e Socorro, que tem como objetivo o desenvolvimento em conjunto do pólo turístico regional no qual as cidades que o compõem estão inseridas. Atualmente, o Consórcio tem como sede a cidade de Monte Alegre do Sul, com seu Prefeito de Monte Alegre do Sul Edson Rodrigo de Oliveira Cunha como presidente.

E-mail: contato@circuitodasaguaspaulista.sp.gov.br 

Endereço: Rua Capitão José Inácio, 91, Centro, Monte Alegre do Sul/SP.